[ad_1]

A prevalência da miopia está aumentando em todos os países desenvolvidos e, como uma medida preventiva, fabricantes de lentes estão oferecendo lentes corretivas que ajudam para retardar a progressão dessa patologia em crianças.

As lentes oftálmicas especiais empregam a tecnologia conhecida como DIMS (Desfoque Periférico) ou tecnologia HALT (Highly Aspherical Lenslet Target) em inglês.

Tanto na miopia quanto em outros casos, as lentes têm o papel de corrigir e ainda ajudar o globo ocular a evitar que o problema evolua mediante adaptações no vidro.

A fabricante japonesa Hoya teve um estudo publicado na revista Scientific Reports no início de abril, que acompanhou as lentes “Miyosmart” por seis anos.

Foi comprovado por meio de estudo que essas lentes estão operando corretamente.

A técnica HALT é utilizada por fabricantes como a marca alemã Zeiss e a francesa EssilorLuxottica.

A origem da miopia está relacionada à mudança no tamanho do globo ocular, que causa a refração inadequada dos raios solares. Em vez de se concentrar nos tecidos nervosos da retina na parte posterior do olho, a luz é focalizada na frente, resultando em uma visão embaçada de objetos distantes.

A origem da miopia está relacionada à mudança no tamanho do globo ocular, que causa a refração inadequada dos raios solares. Em vez de se concentrar nos tecidos nervosos da retina na parte posterior do olho, a luz é focalizada na frente, resultando em uma visão embaçada de objetos distantes.

A origem da miopia está relacionada à mudança no tamanho do globo ocular, que causa a refração inadequada dos raios solares. Em vez de se concentrar nos tecidos nervosos da retina na parte posterior do olho, a luz é focalizada na frente, resultando em uma visão embaçada de objetos distantes.

De acordo com alguns especialistas, a patologia tem se manifestado com mais frequência devido às medidas contra a covid-19. Essas medidas levaram crianças e adolescentes a passarem mais tempo em casa ou diante das telas.

Claude Speeg-Schatz, presidente da Sociedade Francesa de Oftalmologia, expressou sua surpresa positiva com o novo sistema de prevenção à miopia, afirmando que apesar de muitas tentativas anteriores, essa é a primeira vez que um método realmente funciona.

A recomendação inicial é que as crianças usem lentes corretivas regulares. No entanto, caso a miopia se desenvolva, novas lentes serão prescritas automaticamente. O especialista explicou essa abordagem.

“Se a miopia for forte desde o início, eu recomendo seu uso desde o início”, conclui.

Na França, o preço das novas gerações de lentes fica em torno de 180 euros, o que é quase o dobro do preço dos óculos clássicos, equivalendo a cerca de 200 dólares ou 980 reais.

De acordo com o oftalmologista de Estrasburgo, no leste da França, Jimmy Chammas, os efeitos são verdadeiramente benéficos para as crianças.

O especialista acrescenta que a miopia infantil melhora menos do que se acreditava quando os óculos são utilizados, ou praticamente não piora.

A redução de dioptrias em crianças não apresenta somente obstáculos visuais que requerem correção frequente. Com o passar do tempo, pode resultar em perigos mais sérios, tais como descolamento de retina, glaucoma e catarata precoce.

 

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *