[ad_1]

O início de ano pode ser desafiador para muitas pessoas em diferentes situações. Algumas pessoas gostam de estabelecer diversas metas e dar inícios a novos ciclos desafiadores. Entretanto, em muitos lares um mesmo ciclo se repete por anos e anos: o ciclo da vida escolar.

No momento em que um novo ano se inicia existem muitas tarefas e desafios para os pais quanto à vida escolar dos seus filhos. As preocupações recorrentes são, por exemplo, a certeza da matrícula em uma boa escola, aquisição dos materiais e uniformes escolares, preocupação do trajeto da casa até o colégio, entre outras. Mas, ainda que todas essas tarefas e preocupações façam parte do início do ano letivo dos estudantes, os responsáveis não devem esquecer das medidas que podem ajudar o desempenho escolar do aluno no decorrer do ano. Pensando nisso, como os pais podem auxiliar e contribuir com a vida acadêmica dos seus filhos?

Quando falamos sobre desempenho escolar precisamos expandir nossos horizontes e compreender que muitos fatores podem interferir no desenvolvimento individual de cada um no ambiente educacional. Durante essa jornada, o apoio daqueles que convivem com o estudante é fundamental para que o mesmo se desenvolva e prospere em suas tarefas. A família, quando disposta a colaborar com o desempenho dos demais membros, se torna “mediadora entre homem e a cultura, […] com significados e práticas culturais próprias que geram modelos de relação interpessoal e da construção individual e coletiva” (Lyra, 2014). Ou seja, a família, antes de qualquer coisa, deve apoiar e estar disponível para dar suporte aos estudos dos filhos.

Devido as demandas, necessidades financeiras, escassez de tempo e diversos outros motivos, é comum hoje em dia o distanciamento dos pais com a vida escolar de seus filhos. A presença e acompanhamento dos pais na escola são fundamentais não somente para saber como vai o desempenho, mas também para entender o motivo da postura escolar do educando. Logo, por mais desafiador que seja, para participar e assegurar o bom desempenho escolar do seu filho em 2023, é fundamental dedicar um tempo para conversar sobre os conteúdos abordados em sala de aula e ajudar no dever de casa. Ainda que não seja possível comparecer à todas as reuniões de pais e mestres, visitas esporádicas à escola são ótimas maneiras dos pais se manterem informados.

Entretanto, ao aproximar-se do jovem que vem descobrindo mais e mais com o passar do tempo, é necessária a compreensão e respeito aos saberes do estudante. Mostrar interesse aos temas discutidos em sala de aula e dialogar a respeito dos mesmos, colocando em prática aquilo que tem sido estudado e criando uma percepção paralela com sua realidade é fundamental para que o aluno entenda o conteúdo além da escola (Freire, 1996). Os pais e familiares podem exercer um papel importantíssimo como orientadores condicionando essa prática.

O estudo “Recursos do ambiente familiar e desempenho escolar: análise de fatores associados em adolescentes do ensino fundamental” publicado em 2021, destaca a importância da integração entre pais e escola. Além do acompanhamento escolar, é muito importante estimular a criança ou adolescente ao aprendizado contínuo fora da sala de aula. Passeios com os pais para museus, centros culturais e exposições são muito importantes no enriquecimento cultural e pode refletir muito no desempenho escolar.

Os jogos e brincadeiras educativas para os mais novos também contribuem para o desenvolvimento cognitivo das crianças. A presença de livros na vida cotidiana do jovem é indiscutivelmente benéfica para o seu desenvolvimento. Além de estimular a criatividade e imaginação (no caso dos livros mais lúdicos e fantasiosos), os livros são fontes de informações quase infinitas.

Em resumo, existem diversas maneiras de aproximar-se e auxiliar seu filho durante seu ano letivo escolar:

  • Esteja disposto a ajudar com empatia e paciência quando necessário.
  •  Dedique tempo para entender a dinâmica escolar e a postura do estudante em sala de aula.
  •  Estimule o diálogo e identificação da importância do que se aprende em seu dia a dia.
  •  Sempre que possível contribua com o desenvolvimento além da sala de aula com passeios, jogos relevantes e livros.

NEUROFEEDBACK E PERFORMANCE

O neurofeedback representa a união da neurociência, psicologia e alta tecnologia. Também conhecido como “neuromodulação autorregulatória” e “treinamento cerebral”, essa metodologia tem como função regular padrões eletrofisiológicos do cérebro a partir de exercícios visuais e sonoros. Essa regulação acontece porque, durante os exercícios, o cérebro recebe “feedbacks” (retornos) de seu funcionamento com base na atividade cerebral e, a partir disso, a autorregulação ocorre e o cérebro vai aprendendo a se manter dentro dos padrões esperados. Em outros termos, o Neurofeedback é uma técnica que permite, dentro de uma média de 30 ou 40 sessões (a depender do caso), identificar de que forma o cérebro funciona melhor e estimular esse cérebro a funcionar dessa forma durante mais tempo no dia a dia. É justamente assim que serão combatidos sintomas como os de desatenção, hiperatividade, ansiedade, dificuldades de memória, aprendizagem, depressão, entre outras. Além disso, o neurofeedback é um tratamento não invasivo e sem contraindicações. Qualquer pessoa em qualquer idade pode aproveitar os benefícios que essa modalidade tem apresentado.

Com isso, podemos perceber a influência e eficácia das intervenções com o auxílio do neurofeedback. Devido as suas características, quando pensamos em desempenho escolar das crianças e adolescentes, o treinamento cerebral é uma opção valiosa para investir no desenvolvimento do seu filho em 2023, aumentando assim sua performance nos estudos e nas atividades cotidianas.

 

 

 

Graduando em psicologia pela Universidade Paulista (3º semestre), treinador cerebral na PotencialMente e professor de idioma estrangeiro. Co-responsável pela gestão clínica, marketing digital, elaboração de projetos relacionados a Neuromodulação e divulgação das práticas de treinamento, workshops e cursos desenvolvidas pela PotencialMente e seus parceiros.

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *