[ad_1]

A Google adotou novas medidas relacionadas a sua ferramenta de anúncios online “Google Ads”. Em Dezembro de 2022 a empresa de tecnologia anunciou sobre a nova política que permite a publicidade de produtos à base de canabidiol (CBD) por meio de anúncios pagos.

A nova medida começa a vigorar a partir do dia 20 de Janeiro de 2023  a mesma foi divulgada no blog da empresa Google.  A publicidade por meio do tráfego pago será permitida para aqueles produtos de CBD que foram aprovados pela Federal Drug Administration (FDA)-  órgão do governo dos EUA que é responsável  pelo controle de medicamentos, alimentos, suplementos  e demais produtos.  O FDA assemelha se a Anvisa que realiza a administração de produtos relacionados à saúde entre outras atribuições. Para os produtos serem aprovados pela FDA devem ter a proporção de no máximo 0,3% THC (tetrahidrocanabinol).

Requisitos para anúncios de CBD no Google

Empresas de grande e pequeno porte, desde pequenos empreendimentos a multinacionais utilizam a ferramenta Google Ads. A política de protocolo para a criação de anúncios deve ser seguida por todas as empresas independente da dimensão, seja na plataforma de busca ou em outros aplicativos da Google como por exemplo: Gmail, Youtube e outros.

A aprovação depende da FDA da Califórnia, ressaltando que os produtos aprovados pela  empresa dos EUA  seguem critérios rigorosos que estão sendo analisados pela Google. Entretanto, os produtos à base  de CBD destinados para uso externo (tópico) terão outros tipos de exigências.

De acordo com a publicação feita pelo blog do Google, a empresa Legit Script  responsável pela segurança, transparência para a Internet na área Comercial realizará a fiscalização, bem como a inspeção das empresas comerciantes que decidirem pela publicidade de anúncios dos produtos de CBD para uso externo no Google Ads. Ressaltando “Nos Estados Unidos, apenas produtos tópicos de CBD certificados pela LegitScript podem ser promovidos no Google. A certificação exigirá que os produtos a serem anunciados: (1) forneçam amostras de seus produtos para testar a conformidade com os limites legais de THC; e (2) fornecer à LegitScript um Certificado de Análise terceirizado. LegitScript não certifica produtos farmacêuticos aprovados pela FDA com CBD.”

Diante do posicionamento da empresa LegistScript  quem tem por atribuição tornar a navegação e comercialização de produtos assegurada de crimes cibernéticos, entende-se que a empresa solicitará um percentual monetária dos patrocinadores pelos anúncios de CBD publicados no Google 

As medidas serão válidas para alguns Estados dos EUA, como: Califórnia, Colorado e Porto Rico (território que não faz parte dos EUA, as leis são aplicadas de forma parcial)

Perante a nova medida da Google  acredita-se que será de grande importância para as empresas do setor da Cannabis Medicinal. A publicidade será positiva em todos os sentidos,  uma vez que mais pessoas poderão ter acesso a informação e conhecimento sobre a venda dos produtos de CBD que são vendidos de forma legalizada respeitando todas as normas da Anvisa.

[ad_2]

Source link

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *